Brasil

Aceitar pedido de impeachment aumentaria dificuldade de enfrentar o coronavírus, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na manhã desta terça-feira (14), em entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, que iniciar um processo de impeachment neste momento aprofundaria ainda mais a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Na avaliação de Maia, o tema em torno da remoção do cargo de um […]

Matheus Maderal Publicado em 14/07/2020, às 09h30

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. (José Cruz/Agência Brasil)
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. (José Cruz/Agência Brasil) - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. (José Cruz/Agência Brasil)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou na manhã desta terça-feira (14), em entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, que iniciar um processo de impeachment neste momento aprofundaria ainda mais a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Na avaliação de Maia, o tema em torno da remoção do cargo de um presidente da República é uma “decisão política”, e os impactos da pandemia já são grandes sem estarem envoltos em uma crise política “ainda mais profunda”. “O nosso papel é o de fazer essa construção de um diálogo junto com o Executivo e o Judiciário”, declarou Maia à rádio baiana.

Os pedidos de impeachment de Jair Bolsonaro (sem partido) se acumulam principalmente depois que o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, pediu demissão do governo, acusando o presidente de tentar interferir politicamente na Polícia Federal (PF), que investiga a família Bolsonaro.
Opositores de Bolsonaro, que pedem pelo impeachment, citam comportamento indecoroso ao lidar com a pandemia e ao participar de manifestações que pedem pelo fechamento de instituições democráticas, como o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF). (Com informações da Agência Estado)
Jornal Midiamax