Brasil

Link de site oficial do governo leva para página sobre Inês Brasil

Exame Quem clicava no perfil do Twitter no site da TV Ines, do Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), até o final da tarde desta quinta-feira (31) tinha uma surpresa. Em vez de cair na página oficial do órgão, as pessoas eram redirecionadas a um perfil de paródia da Inês Brasil, cantora brasileira mais […]

Diego Alves Publicado em 31/01/2019, às 21h27

(Reprodução/Wikimedia Commons)
(Reprodução/Wikimedia Commons) - (Reprodução/Wikimedia Commons)

Exame

Quem clicava no perfil do Twitter no site da TV Ines, do Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), até o final da tarde desta quinta-feira (31) tinha uma surpresa.

Em vez de cair na página oficial do órgão, as pessoas eram redirecionadas a um perfil de paródia da Inês Brasil, cantora brasileira mais conhecida pela quantidade de memes feitos com suas fotos e vídeos.

O erro se deu porque o usuário da TV é, na verdade, @tvinesoficial e não @tv_ines, como está no site. A mudança foi feita após alertas de usuários.

A TV Ines entrou no foco após o Ministério da Educação, sob gestão de Ricardo Veléz Rodriguez, passar a apagar conteúdos do canal.

Vídeos com temas como feminismo, histórias de Karl Marx, Friedrich Engels e Friedrich Nietzsche e uma entrevista do ex-deputado federal Jean Wyllys foram excluídos. Os programas são todos gravados em Libras.

Jornal Midiamax