Brasil

Suposta bomba que assustou região de Taguatinga, no DF, era bebedouro para pássaros

O esquadrão antibomba da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi mobilizada nesta segunda-feira (03) depois de receber uma denúncia de material suspeito nas proximidades do Centro de Ensino Fundamental 2, em Taguatinga Norte. Quem passava pelo local se deparava com um pacote envolvido com saco plástico preto, amarrado a uma árvore próxima ao Centro […]

Egina Becker Publicado em 03/09/2018, às 16h09

None

O esquadrão antibomba da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) foi mobilizada nesta segunda-feira (03) depois de receber uma denúncia de material suspeito nas proximidades do Centro de Ensino Fundamental 2, em Taguatinga Norte.

Quem passava pelo local se deparava com um pacote envolvido com saco plástico preto, amarrado a uma árvore próxima ao Centro de Ensino. O lugar foi isolado pelos militares.

Suposta bomba que assustou região de Taguatinga, no DF, era bebedouro para pássaros
(Foto: Divulgação/PMDF)

Os policiais responsáveis pela operação Petardo foram acionados pela manhã e chegaram a levar um robô até o local. Embora a escola tenha funcionado normalmente durante a operação da PM, as proximidades da árvore foram isoladas para maior segurança.

Depois de analisar o material amarrado, a PM informou que chegou a detonar o objeto, mas nenhum explosivo foi encontrado. Após a ação pode ser constatado que o suposto explosivo, na verdade, se tratava de um equipamento caseiro, feito artesanalmente com uma garrafa pet forrada com jornal e plástico, e servia de bebedouro para pássaros.

Jornal Midiamax