Brasil

STF prorroga por mais 60 dias inquérito que investiga Michel Temer

Presidente Temer é investigado por beneficiar amigos

Aliny Mary Dias Publicado em 07/05/2018, às 17h35

None

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), prorrogou por mais 60 dias inquéritos da Polícia Federal que investigam o presidente Michel Temer (MDB). A decisão foi tomada hoje em resposta a pedido da defesa do presidente que queria arquivamento de investigação.

A defesa de Temer recorreu ao STF para tentar acabar com inquérito que apura supostas fraudes na edição do decreto dos portos, que teriam, supostamente, beneficiado amigos do presidente.

Na decisão assinada nesta segunda-feira (7), Barroso afirmou que as diligências do MPF (Ministério Público Federal) precisam terminar para que “”possa formar opinião sobre a existência material dos delitos investigados”.

No processo instaurado com base nas delações premiadas de executivos do grupo J&F – como o sócio Joesley Batista e o ex-diretor de Relações Institucionais Ricardo Saud -, Temer é suspeito de ter favorecido a empresa Rodrimar ao assinar o decreto. Todos os envolvidos negam irregularidades.

Jornal Midiamax