Brasil

Raquel Dodge se reúne com OEA para discutir fake news

Faltando dois dias para as eleições de segundo turno, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge se reúne nesta sexta-feira (26) com integrantes da Missão de Observação Eleitoral da OEA (Organização dos Estados Americanos) para discutirem sobre a disseminação de notícias falsas nas redes e aplicativos. A chefe da Missão, Laura Chinchilla, informou que recebeu denúncias acerc...

Egina Becker Publicado em 26/10/2018, às 09h53

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) - (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Faltando dois dias para as eleições de segundo turno, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge se reúne nesta sexta-feira (26) com integrantes da Missão de Observação Eleitoral da OEA (Organização dos Estados Americanos) para discutirem sobre a disseminação de notícias falsas nas redes e aplicativos.

A chefe da Missão, Laura Chinchilla, informou que recebeu denúncias acerca do esquema supostamente financiado por empresários para o envio em massa de notícias anti-PT e pró-Bolsonaro pelo WhatsApp.

Nesta quinta-feira (25) Chinchilla se manifestou sobre o teor das denúncias e chamou de “fenômeno sem precedente” a propagação das fake news pelas redes sociais no Brasil. “O fenômeno que estamos vendo no Brasil talvez não tenha precedentes, fundamentalmente, porque é diferente de outras campanhas eleitorais em outros países do mundo”, afirmou Laura.

Segundo informações, um grupo de observadores com 48 especialistas de diversas nacionalidades vão acompanhar as eleições de segundo turno. Depois vão elaborar relatório destinado à OEA.

Jornal Midiamax