Brasil

Infraero alerta para baixo estoque de combustíveis em aeroportos

Falta de combustível é consequência do protestos dos caminhoneiros

Ana Clara Santos Publicado em 23/05/2018, às 17h42

None

Segundo Relatório de Monitoramento da Mobilização do Caminhoneiros, feito pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago) e divulgado pela Infraero, nesta quarta-feira (23), diversos aeroportos brasileiros estão com baixo estoque de combustíveis, sendo que a quantidade disponível dê para abastecer as aeronaves até hoje e, em alguns casos, dure apenas mais dois dias. A falta de combustível para os próximos dias é decorrência do protesto dos caminhoneiros e do bloqueio às distribuidoras.

De acordo com o G1, o relatório aponta que nos aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e nos de Palmas (TO), Recife (PE), Maceió (AL) e Aracaju (SE) o combustível é suficiente para abastecer as aeronaves até esta quarta-feira (23). No aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o combustível dura até quinta-feira (24).

Ainda de acordo com o relatório, os aeroportos de Goiânia (GO), Teresina (PI), Campo Grande (MS), Ilhéus (BA), Foz do Iguaçu (PR) e Londrina (PR), a previsão é de que o combustível possa durar no máximo mais dois dias.

Nesta quarta-feira (23), os caminhoneiros continuam protestando em rodovias federais e estaduais, além de vias importantes de 23 estados do país e do Distrito Federal, sendo que alguns atos acontecem em frente a refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque.

Com informações do G1

Jornal Midiamax