Brasil

Governador de MG confirma participação de facção criminosa em ataques

Facção está insatisfeita com o rigor nos presídios do estado

Ana Clara Santos Publicado em 05/06/2018, às 17h58 - Atualizado às 18h27

None

Na tarde desta terça-feira (5), o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), confirmou que os ataques a ônibus e locais públicos no estado foram comandados por uma facção criminosa que tem atuação no país inteiro.

De acordo com o G1, o governo informou que os ataques estão sendo registrados desde domingo (3) e, desde então, 50 ônibus foram danificados, bem como agências bancárias, Correios e delegacias. Até o momento 47 pessoas foram presas ou detidas, dentre elas muitos adolescentes.

Ainda segundo Pimentel, as investigações ainda estão em curso e o motivo dos ataques é a insatisfação da facção em relação ao rigor adotado pelo sistema prisional de Minas Gerais no cumprimento das leis. “Nós estamos pagando o preço dos nossos presídios, do nosso sistema prisional, ser mais rigoroso do que a média brasileira, ou seja, cumprir a lei”, disse o governador.

O governador ainda afirmou que o efetivo das polícias Militar e Civil estão empenhados no combate aos ataques. Agentes à paisana estão circulando em linhas de ônibus com mais potencial de serem alvos para tentar coibir violência.

O secretário de Estado de Administração Prisional (Seap), Sérgio Barboza Menezes, disse que há possibilidade de transferências de presos para outros estados.

Informações G1

Jornal Midiamax