Brasil

Eleição de chef Fogaça para síndico é marcada por discussões e tumulto

O chef Henrique Fogaça foi eleito síndico do condomínio Baronesa de Arary, em São Paulo, onde vive há três anos. A eleição para o cargo foi marcada por tumulto,  discussões com a ex-gestão e uma denúncia de desvio de R$ 176 mil. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo. […]

Raira Rembi Publicado em 04/11/2018, às 14h10

None

O chef Henrique Fogaça foi eleito síndico do condomínio Baronesa de Arary, em São Paulo, onde vive há três anos. A eleição para o cargo foi marcada por tumulto,  discussões com a ex-gestão e uma denúncia de desvio de R$ 176 mil. As informações são da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo.

Segundo o jurado do “MasterChef”, houve desvio de R$ 176 mil da conta do prédio. A quantia foi transferida para a conta da empresa ASTEC, que administrava o condomínio.

Os moradores do prédio afirmam ainda que a administração estava trancada e com seguranças na porta. Fogaça foi eleito na sexta (02) em meio a tumulto, até a policia foi acionada.

A assembleia para a eleição foi cancelada pela ADTEC sem aviso prévio. Segundo moradores, ao chegar ao local marcado,  encontraram 20 seguranças na porta com a informação de que a reunião foi cancelada. O advogado Márcio Raxhkorsky, representante de Fogaça, disse que nunca viu algo tão surreal.

“Nos meus 30 anos de carreira, nunca vi algo tão surreal. Um rapaz que se dizia sindico, disse que a assembleia havia sido cancelada. E que lá não tem democracia e era ele quem mandava “.

O grupo que foi à reunião decidir quem seria o novo síndico, resolveu improvisar uma assembleia na praça Alexandre Gusmão. Na praça, o chef foi eleito por unanimidade, além de outros 7 conselheiros, todo o ato foi registrado em cartório.

Nas propostas do Chef para melhorias do condomínio estavam reduzir o valor da taxa de condomínio; otimizar a utilização dos recursos; além de abrir mão do salário de R$ 10 mil de síndico.

Jornal Midiamax