Brasil

Deputada eleita em SC cria canal anônimo para denunciar professores

A deputada estadual eleita em Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), criou nesta segunda-feira (29), um canal anônimo online para que estudantes possam denunciar professores que façam “discurso político-partidários ou ideológicos” em sala de aula. Ana pediu para que os alunos de Santa Catarina filmem as aulas onde os discursos sejam feitos e encaminhem os […]

Egina Becker Publicado em 29/10/2018, às 09h53 - Atualizado às 09h56

(Foto: Reprodução Facebook)
(Foto: Reprodução Facebook) - (Foto: Reprodução Facebook)

A deputada estadual eleita em Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), criou nesta segunda-feira (29), um canal anônimo online para que estudantes possam denunciar professores que façam “discurso político-partidários ou ideológicos” em sala de aula.

Ana pediu para que os alunos de Santa Catarina filmem as aulas onde os discursos sejam feitos e encaminhem os vídeos ao seu número de celular, com o nome do professor, da instituição de ensino e cidade onde está localizada. “Garantimos o anonimato dos denunciantes”, diz.

Na publicação feita para divulgar o canal de denúncia, a deputada diz na legenda que “professores éticos e competentes não precisam se preocupar”. Veja:

Professores éticos e competentes não precisam se preocupar. Pedimos que não enviem vídeos de outros estados (como já…

Posted by Ana Caroline Campagnolo on Sunday, October 28, 2018

Deputada eleita em SC cria canal anônimo para denunciar professoresNa sua conta do twitter, a deputada eleita também divulgou sobre o canal e a divulgação do mesmo pela mídia. Sobre o canal, Ana Caroline disse que “promessa de campanha é dívida”.

Polêmica

Em 2016, Campagnolo chegou a processar sua orientadora de mestrado, a professora Marlene de Fáveri, da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina). Na época, ela alegou “perseguição ideológica”. O processo foi julgado improcedente, mas gerou amplas discussões acerca do tema “Escola Sem Partido”.

Deputada eleita em SC cria canal anônimo para denunciar professoresNo domingo, após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL), Campagnolo publicou na sua rede social que a segunda-feira seria “o dia em que os professores e doutrinadores estarão inconformados e revoltados”. Ela ainda ironiza que gostaria de ler a “choradeira” dos docentes que a bloquearam nas redes.

A deputada, então, pediu que os alunos filmassem as manifestações feitas pelos docentes. “Muitos deles não conterão sua ira e farão da sala de aula um auditório cativo para suas queixas político partidárias em virtude da vitória de Bolsonaro. Filme ou grave todas as manifestações político-partidárias ou ideológica”.

Jornal Midiamax