Com 22 pré-candidatos à Presidência, coligações ficam para julho

A definição das coligações só deve ocorrer depois de julho, um mês antes do prazo final para registro dos candidatos
| 16/05/2018
- 11:29
Com 22 pré-candidatos à Presidência, coligações ficam para julho

Levando em conta as desistências já anunciadas, o Brasil tem, até o momento, 22 pré-candidatos à Presidência da República. Essa grande quantidade de candidatos fez com que os partidos decidissem as coligações e alianças apenas no final de julho, às vésperas do prazo final para as legendas registrarem seus candidatos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

De acordo com o UOL, é consenso entre os pré-candidatos que mais desistências devem ser registradas até o mês de agosto, principalmente frutos de fusões partidárias.

Presidente da Câmara e pelo DEM, Rodrigo Maia afirmou à reportagem que “não tem espaço para conversa sobre aliança ainda. Ninguém vai decidir agora. Quem tiver que decidir agora vai decidir em julho”, disse.

O que deixa o cenário ainda mais indefinido é o fato do líder isolado nas pesquisas de intenção de voto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), estar preso desde o dia 7 de abril.

A tendência, conforme o UOL, é que os campos políticos se misturem em algum momento, até lá, os pré-candidatos tentam demonstrar força eleitoral. Confira neste link quem são os 22 pré-candidatos ao Palácio do Planalto até agora.

Veja também

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a decisão que condenou o...

Últimas notícias