Brasil

Chileno contrário a vacinas morre no Brasil vítima de febre amarela

Pai pediu que filho tomasse dose, mas ele se recusou

Joaquim Padilha Publicado em 17/02/2018, às 10h52

None

Pai pediu que filho tomasse dose, mas ele se recusou

A primeira vítima chilena de febre amarela foi confirmada. Felipe Santander, 35 anos, morreu nesta quinta-feira (15), em um hospital no Rio de Janeiro, vítima da doença. Ele passava férias no Brasil desde dezembro do ano passado, junto da namorada.

A irmã de Felipe, Daniela Santander, confirmou a notícia aos jornais internacionais. O casal de namorados estavam em Ilha Grande, na costa sul do Rio de Janeiro.

Segundo o embaixador chileno no Brasil, Jaime Gazmuri, Felipe não teria tomado as vacinas contra febre amarela antes de vir ao Brasil, como é recomendado, e deu entrada no hospital já com um “quadro muito complicado”.Chileno contrário a vacinas morre no Brasil vítima de febre amarela

Daniela, a irmã do chileno, afirma que ele não teria se vacinado por questões ideológicas. “Meu padre lhe mandou um e-mail quando começou a ver as notícias de que isto [a epidemia] estava latente e mesmo assim ele não tomou a vacina”.

Os pais de Felipe Santander estão no Brasil para avaliar a situação e começar os trâmites de repatriação do corpo. Outros dois chilenos também teriam contraído a febre no Brasil, porém estão com quadro de saúde estável.

Jornal Midiamax