Brasil

Autor de atentado contra Bolsonaro será transferido para presídio federal

A Justiça determinou a prisão preventiva de Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O agressor será transferido para um presídio federal, a escolha do Ministro da Justiça, Torquato Jardim. A Polícia Federal informou que o agressor foi preso por “praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por […]

Egina Becker Publicado em 07/09/2018, às 17h09 - Atualizado em 08/09/2018, às 08h13

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução) - (Foto: Reprodução)

A Justiça determinou a prisão preventiva de Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O agressor será transferido para um presídio federal, a escolha do Ministro da Justiça, Torquato Jardim.

A Polícia Federal informou que o agressor foi preso por “praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por inconformismo político ou para obtenção de fundos destinados à manutenção de organizações políticas clandestinas ou subversivas”, o que se enquadra na Lei de Segurança Nacional. A pena prevista para o delito é de três a dez anos de prisão.

O líder do PSL na Câmara, depurado Fernando Francischini, participou da audiência de custódia e, segundo ele, o MPF (Ministério Público Federal ) confirmou a posição da Polícia Federal de enquadrar Adélio na Lei, tendo em vista a possível motivação política.

Ainda segundo Fernando, Adélio assumiu a motivação político e religioso para o atentado e a defesa acabou concordando com a transferência dele para um presídio federal.

Jornal Midiamax