Brasil

Após polêmica, Kátia Abreu reconhece Photoshop em foto oficial

A fotografia oficial da chapa do PDT à sucessão presidencial causou polêmica nas redes sociais nesta segunda-feira (13). Os internautas acusaram a candidata a vice-presidente, senadora Kátia Abreu (TO), de ter exagerado na utilização do aplicativo Photoshop, usado para tratamento de imagem. Nas mensagens, disseram que ela estava irreconhecível e afirmaram que ela “renasceu no co...

Folhapress Publicado em 13/08/2018, às 17h21 - Atualizado às 17h22

Foto causou polêmica nas redes pelas alterações feitas
Foto causou polêmica nas redes pelas alterações feitas - Foto causou polêmica nas redes pelas alterações feitas

A fotografia oficial da chapa do PDT à sucessão presidencial causou polêmica nas redes sociais nesta segunda-feira (13). Os internautas acusaram a candidata a vice-presidente, senadora Kátia Abreu (TO), de ter exagerado na utilização do aplicativo Photoshop, usado para tratamento de imagem.

Nas mensagens, disseram que ela estava irreconhecível e afirmaram que ela “renasceu no corpo de outra pessoa”. “Essa senhora da foto nunca foi a Kátia Abreu”, brincou um internauta.

Após polêmica, Kátia Abreu reconhece Photoshop em foto oficial
Kátia Abreu (Foto: Reprodução twitter)

Em resposta, a senadora disse ter adorado a repercussão da fotografia e reconheceu o excesso no tratamento de imagem.

“Amei as reações sobre minha foto. Concordo total com vocês. Mas pessoal de comunicação…Sabem como é? Acham ou têm certeza de que sabem tudo. Valeu pela ajuda”, disse. Na sequência, ela divulgou nova fotografia, desta vez, segundo ela, sem retoque na imagem. E pediu que levem em consideração o fato dela ter perdido sete quilos recentemente.

“Esta está sem Photoshop. Só maquiagem. O que acham? Lembrem que tenho 56 aninhos”, afirmou.
Para não restar dúvidas, a candidata a vice-presidente publicou um terceiro retrato, desta vez com óculos de grau. “Ou preferem de óculos? Esta é recente. Pós 7 kg a menos”, ressaltou.

No sábado (11), em ato na periferia de São Paulo, Ciro Gomes (PDT) criticou candidatos que se apresentam sorrindo em um momento tão difícil do Brasil.

“Até retrato de campanha o cara faz sorrindo. O meu eu digo que não quero, porque a vontade é dizer ‘tá rindo do quê, porra?'”, disse.

Jornal Midiamax