Brasil

Temer não cometeu crime, e denúncia é baseada em suposições, diz advogado

Antônio Cláudio Mariz de Oliveira deu declaração logo após apresentar defesa do presidente à CCJ

Aliny Mary Dias Publicado em 05/07/2017, às 20h35

None

Antônio Cláudio Mariz de Oliveira deu declaração logo após apresentar defesa do presidente à CCJ

O advogado do presidente Michel Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, declarou nesta quarta-feira (5) que Temer não cometeu crime e que a denúncia da Procuradoria Geral da República por corrupção passiva é baseada em suposições.

Mariz deu a declaração no Salão Verde da Câmara dos Deputados, logo após apresentar à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) a defesa do presidente.

Na defesa, Mariz de Oliveira diz aguardar com “serenidade” a decisão da Câmara e acredita que a denúncia não terá prosseguimento porque, na opinião dele, “prevalecerá o discernimento, o senso de justiça e o patriotismo” dos deputados.

“O presidente da República não cometeu crime e lanço o desafio para que demonstrem através de um único indício que seja, o mais frágil que seja. […] A defesa está consciente que a denúncia não se funda em prova, é uma peça de ficção baseada em hipótese, em suposições”, disse Mariz.

Questionado sobre se Temer, por ter sido deputado, cogita se defender pessoalmente na Câmara, Antônio Mariz respondeu: “Ele tem advogado. Caso ele deseje vir, ele o fará”.

Jornal Midiamax