Brasil

PF cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Operação no RJ

Operação mira setor de transporte público do Estado

Joaquim Padilha Publicado em 05/07/2017, às 10h14

None

Operação mira setor de transporte público do Estado

A Polícia Federal cumpre três mandados de busca e apreensão e um de condução coercitiva na manhã desta quarta-feira (5), no Rio de Janeiro, no âmbito da Operação Ponto Final, que apura crimes de corrupção praticados no setor de transporte público do Estado.

A Operação é um desdobramento da Lava-Jato no Rio de Janeiro. Na última segunda-feira (3), a ação dos policiais resultou na prisão do presidente da Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro), Lélis Teixeira.

Lélis é suspeito de fazer parte do esquema de pagamento de propina a agentes públicos, no setor de transporte público do Rio de Janeiro. Ainda não há informações sobre quem seriam os alvos dessa segunda fase da Operação Ponto Final.

Um veículo da Polícia Federal teria cumprido um mandado em uma residência no bairro de Ipanema, zona sul carioca. O alvo da ordem judicial foi levado para a sede da PF, na praça Mauá.PF cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Operação no RJ

A Operação Ponto Final mira a cúpula do transporte do Rio de Janeiro, tendo apontado que pelo menos R$ 122,8 milhões foram pagos em propina ao ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), por agentes do setor. 

Segundo as investigações do MPF (Ministério Público Federal), o esquema de corrupção operava desde 2007 até os dias atuais, tendo pago pelo menos R$ 260 milhões a políticos e agentes do Estado.

Jornal Midiamax