Brasil

Pedido de prisão de Aécio só será julgado em agosto, diz gabinete de Marco Aurélio

Afastamento do mandato ficou para o mesmo mês

Ana Paula Chuva Publicado em 26/06/2017, às 21h10

None

Afastamento do mandato ficou para o mesmo mês

O gabinete do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, informou nesta segunda-feira (26) que o pedido de prisão do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) e o recurso dele contra o afastamento do mandato só serão julgados em agosto, após o recesso do Judiciário.Pedido de prisão de Aécio só será julgado em agosto, diz gabinete de Marco Aurélio

O pedido de prisão de Aécio Neves, que é relatado por Marco Aurélio, foi feito ao Supremo pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O gabinete explicou que o processo está com Janot, que precisa opinar sobre o pedido de Aécio para que o plenário, composto pelos 11 ministros da Corte, decidam sobre a prisão e o afastamento.

Inicialmente, o caso seria julgado pela Primeira Turma do STF, mas a defesa de Aécio pediu para que o caso fosse ao plenário.

A última sessão do Supremo antes do recesso será realizada nesta terça (27). Como o parecer da PGR ainda não chegou à Corte, o gabinete explicou que não haverá tempo hábil para que o caso seja julgado ainda neste semestre.

Jornal Midiamax