Brasil

Novo Fies pode descontar até 30% do salário do estudante recém-formado

Regras começam a valer em 2018

Joaquim Padilha Publicado em 05/07/2017, às 11h06

None

Regras começam a valer em 2018

As novas regras do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), programa que financia os estudos em universidades particulares, devem ser anunciadas nos próximos dias pelo presidente Michel Temer (PMDB). A previsão é que o programa tenha regras mais duras para quem precisa de um empréstimo para pagar a faculdade.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, uma das novas regras é que o estudante autorize o desconto de até 30% nos seus futuros salários para pagar os empréstimos, no contrato com o governo e a faculdade particular.

A regra serve para diminuir os índices de inadimplência com o Fies. Segundo cálculos da CGU (Controladoria-Geral da União), metade daqueles que se formaram pelo programa estão em atraso com os pagamentos dos empréstimos.

Ainda de acordo com as novas regras, caso o recém-formado pelo Fies não consiga um emprego, o governo irá definir um prazo, que não deve passar de alguns meses, para acionar garantias, como fiador e fundo garantidor.  

A Folha também apurou que pelo menos 300 mil vagas serão abertas para inscrição no programa no primeiro semestre de 2018, já com as novas regras. Outras 75 mil serão abertas neste segundo semestre de 2017, ainda com as regras atuais.Novo Fies pode descontar até 30% do salário do estudante recém-formado

Outra nova regra já divulgada pelos portais de notícia nacionais é que o aluno ficará sabendo, no momento do contrato, qual será o valor total a pagar pelo empréstimo. Isso porque o contrato terá um valor calculado para todo o período.

Atualmente, o financiamento é renovado a cada semestre, tendo seu valor atualizado com o reajuste das mensalidades das universidades particulares. Também nas regras atuais, o governo dá um prazo de um ano e meio para que o recém-formado comece a pagar pelos empréstimos.

Jornal Midiamax