Brasil

Justiça bloqueia R$ 800 milhões de contas bancárias de Joesley Batista

Jutificativa do juiz é que compra de dólares "nunca foi esclarecida"

Midiamax Publicado em 01/06/2017, às 20h45

None

Jutificativa do juiz é que compra de dólares “nunca foi esclarecida”

A Justiça Federal de São Paulo concedeu liminar ordenando o bloqueio de R$ 800 milhões das contas bancárias de Joesley Batista, da JBS, publicou a Folha de S. Paulo.

A determinação foi uma resposta a ação popular movida pelo advogado Hugo Flizer Chaves Neto, que solicitou a medida para que o patrimônio seja preservado, servindo, no futuro, para ressarcir os cofres públicos por prejuízos causados ao erário.

A JBS é investigada por supostas operações irregulares com o câmbio na véspera do vazamento do conteúdo da delação premiada que firmou com a Procuradoria Geral da República.

Ainda segundo a Folha, o juiz Tiago Bitencourt concordou em bloquear apenas R$ 800 milhões, e somnete de Joesley. Na justificativa, o magistrado afirma que é “fato notório a saída do sócio Joesley do país, sem que saiba ao certo o paradeiro do mesmo. Igualmente sabida é a dificuldade que o público tem de saber quais as operações realizadas pelo BNDES com o grupo JBS e com a família Batista”.

Afirma ainda que a compra de dólares “nunca foi esclarecida” e diante da “gravidade dos fatos e da verossimilhança de sua ocorrência”, o magistrado impôs o bloqueio.

Jornal Midiamax