Brasil

Deputado é intimado a reembolsar R$ 80 mil por gastos com bares e pizza

Moradora de cidade do Paraná foi à Justiça questionar gastos

Joaquim Padilha Publicado em 24/06/2017, às 13h37

None

Moradora de cidade do Paraná foi à Justiça questionar gastos

Uma moradora de Campo Largo, no Paraná, foi À Justiça cobrar seu direito e o reembolso de R$ 80 mil de dinheiro público gastos pelo deputado estadual Alexandre Guimarães (PSD) com bares, restaurantes, casas noturnas e pizzarias.

O valor foi apurado de dados presentes no Portal da Transparência da Alep (Assembleia Legislativa do Paraná). Os deputados no Estado recebem R$ 23 mil por mês de salário, assim como uma verba de ressarcimento de até R$ 31,4 mil com gastos com passagens, combustível e alimentação ligados ao exercício do mandato.

A moradora verificou que R$ 80 mil de recursos reembolsados pela Assembleia ao deputado, entre 2015 e 2017, a partir da apresentação de notas fiscais com gastos em bares, restaurantes e casas noturnas. “A gente está fiscalizando, eles vão ser cobrados”, afirmou.

Em uma única noite, Guimarães teria gasto R$ 506 em uma pizzaria em Campo Largo. Outros R$ 500 foram gastos em um restaurante em Santa Felicidade, em Curitiba. Em outras duas visitas a uma churrascaria, o deputado teve gastos de R$ 493 e R$ 163.

A moradora ainda verificou nas notas que o deputado foi sete vezes a um mesmo bar no primeiro ano de mandato, onde teria gasto R$ 1.300. Em outro bar, foram mais R$ 225, em março de 2015, e mais R$ 120 em outra visita.Deputado é intimado a reembolsar R$ 80 mil por gastos com bares e pizza

O deputado se explica alegando que os gastos 
nesses lugares foram feitos em exercício da atividade parlamentar. “Se eu estou exercendo minha atividade parlamentar neste momento e utilizei alguma verba de alimentação, eu pedi o ressarcimento, e, se a Casa autorizou esse ressarcimento, é porque ela entendeu que estava dentro de suas resoluções”, disse o parlamentar.

Na ação protocolada pela moradora, que pediu o reembolso, a Justiça pediu, em primeiro e segunda instância, que Guimarães explique quais atividades parlamentares foram desempenhadas nos bares e restaurantes para pedir o reembolso À Assembleia.

O deputado afirma que irá prestar as explicações à Justiça. “Eu estive presente [nesses lugares] com secretários municipais, com diretores de companhia, com líderes, em função da minha atividade parlamentar. Fora disso, nada”.

Jornal Midiamax