Brasil

Denúncia não vai paralisar o Congresso ‘de forma nenhuma’, diz ministro

Temer foi notificado hoje

Aliny Mary Dias Publicado em 29/06/2017, às 20h28

None

Temer foi notificado hoje

O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, disse nesta quinta-feira (29) que a denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, não irá paralisar os trabalhos do Congresso Nacional “de forma nenhuma”.

Na tarde desta quinta, Temer foi notificado oficialmente pela Câmara dos Deputados sobre a acusação formal da Procuradoria Geral da República por corrupção passiva.

Por se tratar do presidente da República, a denúncia apresentada pela PGR precisa antes ter o prosseguimento autorizado pelos deputados para só então ser apreciada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Para Temer, não há provas concretas contra ele e a denúncia é uma “infâmia” e uma “ficção”.

“Em momentos de grande tensão que tivemos nos últimos meses, o Congresso continuou trabalhando normalmente. Nós avançamos nas reformas e nos projetos. É claro que é uma proposta absolutamente importante, mas não vai de forma nenhuma paralisar o Congresso Nacional”, afirmou Imbassahy, que é responsável pela interlocução do Executivo com o Legislativo.

Denúncia não vai paralisar o Congresso 'de forma nenhuma', diz ministro

Nesta quarta-feira (28), tradicionalmente o dia da semana mais movimentado no Congresso, o plenário encerrou as atividades sem a votação de nenhum projeto. Deputados avaliaram que um dos motivos da paralisa foi efeito da denúncia.

Jornal Midiamax