Brasil

MST ocupa fazenda que diz ser de Michel Temer

Assessoria do vice-presidente afirma que ele não possui fazendas

Norberto Liberator Publicado em 09/05/2016, às 14h34

None
mst_-_almir_portela-nova_news.jpg

Assessoria do vice-presidente afirma que ele não possui fazendas

Uma fazenda entre as cidades de Duartina, Fernão, Gália e Lucianópolis, no interior de São Paulo, foi ocupada na manhã desta segunda-feira (9) por integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). Segundo o movimento, ela é ligada ao vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

De acordo com informações do jornal Estado de Minas, a assessoria de Temer afirma que o vice não possui nenhuma fazenda, e que a propriedade pertence a ‘terceiros’. O MST havia divulgado uma nota, em que afirma denunciar ‘conspirações golpistas’ de Temer. Na ocupação, eles protestam contra o vice-presidente e denunciam o cultivo de eucalipto, que seria nocivo ao solo, além de violações a direitos trabalhistas no local.

Os manifestantes afirmam que, apesar de não haver registros em documentos, ‘é recorrente para os moradores da cidade quem é o verdadeiro dono da área’, em referência à acusação de que a propriedade seria de Michel Temer. O MST é um dos movimentos sociais que tem se manifestado contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Jornal Midiamax