Brasil

Detidos em manifestação contra impeachment são liberados pela Polícia Civil

Houve confrontos em cinco pontos de São Paulo

Norberto Liberator Publicado em 01/09/2016, às 12h49

None
golpe.jpg

Houve confrontos em cinco pontos de São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo confirmou, nesta quinta-feira (1º), a liberação dos três detidos na manifestação contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, na noite desta quarta (31). Eles teriam praticado vandalismo durante os protestos. As identidades não foram divulgadas.

Em cinco locais da capital paulista, houve confronto entre manifestantes e a polícia. Durante a confusão, dois agentes da PM e uma jovem ficaram feridos.

A jovem foi atingida por um carro que atropelava manifestantes. A Tropa de Choque da PM utilizou bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral, além de jatos de água, para dispersar os presentes no ato.

Pontos de ônibus, lojas e agências bancárias foram atacados e depredados por algumas pessoas que participavam dos protestos. No entanto, a manifestação foi em geral pacífica.

A SSP (Secretaria de Segurança Pública) afirmou, por meio de nota, que “a PM precisou intervir para dispersar manifestantes que seguiam pela região central da Capital. Às 23 horas, a manifestação foi encerrada. Durante a ação, dois policiais militares ficaram feridos e três pessoas foram levadas à 78º DP e posteriormente liberadas”.

(Com informações dos jornais O Globo e Extra)

Jornal Midiamax