Brasil

Protestos de caminhoneiros bloqueiam trechos em rodovias do MT

Segundo a Polícia Rodoviária, há seis trechos bloqueados nas BRs 163 e 364

Clayton Neves Publicado em 26/04/2015, às 19h29

None
paralizacao-caminhoneiros-pr-original.jpeg

Segundo a Polícia Rodoviária, há seis trechos bloqueados nas BRs 163 e 364

A Polícia Rodoviária Federal informou neste domingo que há pelo menos seis pontos de interdição parcial em rodovias federais provocadas por manifestações de caminhoneiros. Todas estão localizadas em Mato Grosso.

De acordo com boletim divulgado pela corporação na manhã de domingo, há dois trechos parcialmente bloqueados na BR-163, um na altura do quilômetro 688 na cidade de Lucas do Rio Verde, e outro trecho no quilômetro 748 no município de Sorriso.

Há ainda dois pontos de interrupção na BR-364,dois no município de Rondonópolis e um em Diamantino. O sexto ponto de manifestação fica no município de Nova Mutum, também na BR-163, na altura do quilômetro 598.

Os protestos de caminhoneiros perderam força depois que o governo interveio, na quinta-feira à noite, afirmando que não cederia em novos pontos nas negociações com o setor. “O governo cumpriu todos os seus compromissos assumidos em fevereiro com a categoria dos caminhoneiros, inclusive com a tabela referencial de frete para balizar os contratos do setor”, disse o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto.

O ministro citou uma lista com as 15 medidas que ele considerou já serem conquistas obtidas pela categoria nas negociações do setor este ano. Dentre elas, estão a isenção do pagamento de pedágio para o eixo suspenso de caminhões vazios e o perdão de multas por excesso de peso nos últimos dois anos.

Na sexta-feira, o governo publicou em Diário Oficial o aviso de consulta pública que definirá mudanças no modelo de frete dos caminhoneiros, que é considerado um dos pontos chave das discordâncias com as entidades do setor.

Jornal Midiamax