Brasil

Presa à porta, menina viaja pendurada em ônibus por 5 km

Mesmo avisado que a criança estava sendo arrastada, o motorista se recusou a parar o veículo

Clayton Neves Publicado em 10/04/2015, às 17h01

None
alx_brt_original.jpeg

Mesmo avisado que a criança estava sendo arrastada, o motorista se recusou a parar o veículo

Uma menina de seis anos foi transportada pendurada do lado de fora do ônibus do BRT Transcarioca por cerca de cinco quilômetros na noite de quinta-feira. Os passageiros avisaram ao motorista que a menina estava presa à porta, mas ele disse que só poderia parar na estação seguinte.

O caso ocorreu por volta das 18 horas, no Rio de Janeiro. Jennifer Florêncio seguia para o cinema com a tia, a avó e primos. O grupo desembarcaria na Estação da Maré. A avó da menina segurou sua mão para que ela pulasse o vão entre o ônibus e a plataforma, quando o motorista fechou a porta. A avó ficou para o lado de dentro e Jennifer do lado de fora. Ela foi transportada dessa maneira por cerca de dez minutos.

Apesar dos protestos dos passageiros, o motorista não parou o veículo. Na estação seguinte, do Fundão, ele freou bruscamente o ônibus, desceu com a mochila e fugiu do local. Jéssica ficou com o braço vermelho, inchado e muito assustada, mas não sofreu ferimentos graves. O caso foi registrado na Delegacia de Bonsucesso.

O consórcio BRT divulgou nota informando que a atitude do motorista “não condiz com a atitude que se espera dos profissionais que atuam no sistema”. Ele foi demitido na manhã desta sexta-feira.

Jornal Midiamax