Brasil

Missa de 7º dia de Cristiano Araújo atrai 8 mil e termina em show sertanejo

No local, foi montado um palco cercado de telões

Clayton Neves Publicado em 02/07/2015, às 14h36

None
publico-acompanha-a-missa-de-setimo-dia-de-cristiano-araujo-na-paroquia-nossa-senhora-da-assuncao-em-goiania-1435792929783_615x470.jpg

No local, foi montado um palco cercado de telões

Celebrada nesta quarta-feira (1º), em Goiânia, a missa de sétimo dia do cantorCristiano Araújo e de sua namorada Allana levou mais de 8.000 pessoas ao estacionamento da paróquia Nossa Senhora da Assunção, que era frequentada pelo cantor. No local, foi montado um palco cercado de telões, onde cantaram diversos nomes famosos da música sertaneja.

A missa, celebrada pelo padre Marcos Rogério, que era amigo de Araújo, começou por volta das 19h30 e foi encerrada pouco antes das 22h30. Fãs do sertanejo lotaram completamente o estacionamento da paróquia –que tem capacidade para 8.000 pessoas–, e ainda havia gente do lado de fora. 

Familiares e amigos do cantor acompanharam a cerimônia em uma área separada, com 400 lugares. O governador de Goiás Marconi Perillo e a primeira-dama Valéria estiveram presentes, ao lado do pai de Araújo, João Reis, da madrasta Mirian Rosa e dos filhos do cantor. A mãe de Araújo não estava presente. 

Homenagens

Pouco antes das 21h, o sermão do padre deu lugar às homenagens, com uma apresentação da banda e dos backing vocals que acompanhavam Cristiano Araújo, tocando música religiosa. Em seguida, subiram palco o irmão de Araújo, Felipe. Junto com o apresentador Rodrigo Faro, da Record, ele cantou “Pais e Filhos”, daLegião Urbana. Segundo Felipe, que dedicou a música ao pai, essa era uma das canções que seu irmão mais gostava de cantar.

Cantaram ainda o produtor Vanucci e os sertanejos Gabriel Gava e Marrone, da dupla Bruno & Marrone. “Eu só tenho boas recordações desse cara que era muito querido, uma pessoa muito humilde. Fico muito feliz de ver essa multidão. Se essa multidão está aqui, é porque ele era uma pessoa muito querida mesmo. Que Deus abençoe Cristiano aonde ele estiver”, disse Marrone, antes de interpretar “Cê que Sabe”, de Cristiano Araújo, acompanhado de Gava, Thiago Brava e Rodolfo, da dupla Maria Cecília & Rodolfo. 

Por um vídeo ao vivo, exibido em um telão, o cantor Jorge, da dupla Jorge & Matheus, que está nos Estados Unidos, participou das homenagens ao colega enviando uma mensagem.  A noite ainda contou com uma apresentação de Israel Novaes, que cantou “Mais que um Diamante”.

Pouco depois da apresentação de Novaes, o padre chamou ao palco o pai de Araújo e os pais de Allana.  Muito emocionado, João Reis agradeceu as mensagens de apoio às famílias após a morte do casal. “Queria agradecer a todas as pessoas que oraram tanto por ele e por nós. A todos os amigos que estão nos acolhendo assim, de uma forma que a gente nem imaginava. A gente nem imaginava que tivesse tantos amigos. Quero agradecer a tudo que vocês fizeram por ele. Hoje ele está aqui”, disse o pai de Araújo.

O pai de Allana, Frank Moraes, por sua vez, pediu mais orações ao público. “Peço que vocês continuem orando para mim, para a Mirian [Moraes, mãe de Allana], para o seu João, para o Tales, meu outro filho que se foi [vítima de leucemia, há quatro anos]. E obrigado, seu João, por ter posto seu filho no mundo, que minha filha tanto amou.”

Daí em diante, todos os músicos e amigos de Araújo que estavam presentes se reuniram no palco e entoaram diversas canções, entre elas “Noites Traiçoeiras”, dopadre Marcelo Rossi, que foi encerrada pelo próprio Cristiano Araújo, em um vídeo no telão atrás do palco –momento em que todo o público balançou seus celulares no alto, com suas luzes acesas, a pedido do padre. “Vou sentir saudade da alegria dele”, disse ao UOL Ana Cristina Araújo, irmã do cantor. 

Morte

Cristiano havia acabado de fazer um show na cidade de Itumbiara (a 200 km de Goiânia), na madrugada do dia 24 de junho, quando o veículo em que estava capotou por volta das 3h na rodovia Transbrasiliana (BR-153), na altura do quilômetro 613, entre os municípios de Goiatuba e Morrinhos.

O sertanejo chegou a ser levado em estado grave, com hemorragia interna, para o Hospital Municipal da cidade de Morrinhos. De lá, foi transferido de helicóptero, mas chegou ao Hugo (Hospital de Urgência de Goiânia) já em óbito.

Conhecido pelos hits como “Maus Bocados”, “Cê Que Sabe” e “Hoje Eu Tô Terrível”, Cristiano Araújo era, ao lado de Gusttavo Lima, Lucas Lucco e Luan Santana, uma das revelações do sertanejo desta década e era conhecido por incluir o ritmo do arrocha em suas músicas.

Jornal Midiamax