Brasil

Lava Jato: PF abre inquérito para investigar Palocci

Operação Lava Jato apura a corrupção na Petrobras

Clayton Neves Publicado em 09/07/2015, às 11h59

None
17352487.jpg

Operação Lava Jato apura a corrupção na Petrobras

A Polícia Federal abriu nesta quarta-feira (8) um inquérito policial para investigar o ex-ministro Antônio Palocci, dentro da Operação Lava Jato, que apura a corrupção na Petrobras.

Em delação premiada, o ex-diretor da Petrboras Paulo Roberto Costa contou que o doleiro Alberto Youssef pediu R$ 2 milhões do caixa do PP, o Partido Progressista, para a campanha presidencial de Dilma Rousseff em 2010. O doleiro teria feito o pedido em nome de Palocci, um dos coordenadores da campanha e Dilma. Também em delação, Alberto Youssef rebateu Paulo Roberto e negou ter feito o pagamento.

Na denúncia enviada pela PRG (Procuradoria Geral da República) ao STF (Supremo Tribunal Federal), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot lembrou que, em depoimento, Youssef negou ter conversado com Costa a respeito do dinheiro para a campanha presidencial. Caberá à Polícia Federal buscar provas de que o ex-ministro tenha cometido os crimes de oferecer vantagem indevida a funcionário público e lavagem de dinheiro.

A instauração do inquérito segue um pedido do Procurador-Geral da República Rodrigo Janot, que pediu ao (STF) a investigação de diversos políticos e autoridades ligadas ao governo, entre os quais está o ex-ministro e políticos como os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB).

Jornal Midiamax