Brasil

Justiça dá aval para retenção de bens de Eike no exterior

Objetivo é compor o montante de R$ 3 bilhões em bens do empresário e de sua família a ser bloqueado

Clayton Neves Publicado em 11/02/2015, às 14h47

None
manchetes-energia-ogx-put.jpg

Objetivo é compor o montante de R$ 3 bilhões em bens do empresário e de sua família a ser bloqueado

A Justiça deu aval para que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal busquem no exterior recursos do empresário Eike Batista e de suas empresas. O objetivo é compor o montante de R$ 3 bilhões em bens do empresário e de sua família a ser bloqueado pela Justiça, de acordo com informações da Folha de S. Paulo.

O governo brasileiro apoiará o rastreamento dos bens, atuando em cooperação a órgãos de Justiça de países como Uruguai, Panamá, Suíça e Ilhas Cayman. Sérgio Bermudes, advogado de Eike Batista, disse que o empresário não possui recursos no exterior.

O empresário é acusado de crimes de “insider trading”, que se trata de negociação com base em informações privilegiadas, além de manipulação de mercado na venda de ações da petroleira OGX.

A Justiça Federal decretou na semana passada o bloqueio de R$ 3 bilhões em bens de Eike Batista e de parentes dele a pedido do Ministério Público. Na ocasião, foram achados cerca de R$ 50 milhões em contas de Eike e familiares.

Jornal Midiamax