Brasil

Governo reitera que protestos provam “normalidade democrática”

COmunicação emitiu uma nota oficial 

Clayton Neves Publicado em 16/08/2015, às 23h31

None
16ago2015-manifestante-bate-panela-durante-protesto-contra-o-governo-federal-em-porto-alegre-rs-1439757088838_615x300.jpg

COmunicação emitiu uma nota oficial 

O governo afirmou que observa os protestos realizados neste domingo como uma expressão própria da “normalidade democrática” que vive a sociedade.

A posição do governo após as manifestações, que hoje mobilizaram brasileiros em centenas de cidades do país exigindo o impeachment da presidente Dilma Rousseff, foi explicada com uma nota de uma linha divulgada ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva.

O comunicado diz que, segundo a avaliação do governo, os protestos ocorreram “dentro da normalidade democrática”, uma frase que o ministro-chefe utilizou na última semana sempre que era perguntado sobre as convocações. A nota foi divulgada após uma reunião que Dilma teve com alguns de seus ministros mais próximos, ao fim dos protestos.

Além de pedir a saída de Dilma, os manifestantes fizeram críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que era chamado pelo público de “chefe” da corrupção da Petrobras.

Jornal Midiamax