Brasil

“Eu saí de casa para descarregar minha arma”, diz serial killer de GO

Juiz pediu exame de sanidade mental para decidir se o acusado vai a júri popular

Gerciane Alves Publicado em 10/01/2015, às 14h41

None
goiania.jpeg

Juiz pediu exame de sanidade mental para decidir se o acusado vai a júri popular

Thiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, suspeito de matar 39 pessoas em Goiânia, participou de audiência sobre o assassinato de Rosirene Gualberto da Silva nesta sexta-feira (9). Trata-se da primeira ação penal em relação a série de homicídios dos quais ele é acusado.

Na sessão, que durou cerca de 20 minutos, o suposto serial killer permaneceu de cabeça baixa diante do juiz Eduardo Pio Mascarenhas da Silva. Afirmou que foi obrigado a cometer o crime e que conhecia mais ou menos a arma.

“Eu sai de casa para descarregar minha arma. Só isso.”

A audiência exigiu policiamento reforçado no 1° Tribunal do Júri de Goiânia. O magistrado solicitou o requerimento para a realização do exame de insanidade mental em até 45 dias. O juiz suspendeu a ação penal até a finalização do exame.

De acordo com Mascarenhas, somente após a conclusão do exame, é que irá saber se Rocha vai ou não a júri popular.

O crime

Rosirene foi assassinada com um tiro no peito quando estava dentro de seu carro trocando os sapatos. Naquele momento, Rocha estava em uma motocicleta e parou ao lado do veículo e exigiu que ela entregasse a chave. Antes que ela pegasse o objeto, Rocha disparou e fugiu sem levar nada.

Jornal Midiamax