Brasil

Escolas públicas de MS ficam para trás no ranking das melhores notas do Enem

Enem continua dominado pelas particulares em MS, diz Inep

Wendy Tonhati Publicado em 05/08/2015, às 15h37

None
escola.jpg

Enem continua dominado pelas particulares em MS, diz Inep

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou na manhã desta quarta-feira (5), o resultado por escolas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2014.

Considerando o Estado, das dez escolas que tiveram das melhores médias, nove são particulares. Apenas o Colégio Militar de Campo Grande, classificado como federal, aparece na lista das dez melhores, ocupando a 8ª posição. A escola com melhor média do Estado está na 11ª colocação nacional.

A lista é encabeçada pelo Colégio Bionatus 2 (Campo Grande), seguido por Colégio Alexander Fleming (Campo Grande), Colégio Lumiere (Dourados), Escola General Osório (Campo Grande), Colégio Bionatus (Campo Grande), Colégio Harmonia(Campo Grande), Colégio Maria Montessori (Campo Grande), Colégio Militar de Campo Grande, Colégio Nota Dez (Campo Grande) e Colégio Classe A (Campo Grande).

Entre as escolas estaduais, a Escola Dom Aquino Correa, de Amambai, a 342 quilômetros de Campo Grande, se manteve na primeira colocação do Estado, ocupando a 585ª posição nacional. Seguida pela Escola Severino Ramos de Queiroz (Campo Grande).  

A lista das dez melhores estaduais segue com a Escola Viriato Bandeira (Coxim), Escola Candido Mariano (Aquidauana), Escola Rui Barbosa (Campo Grande), Escola Riachuelo (Campo Grande), Escola Coração de Maria (Campo Grande), Presidente Vargas (Dourados), Escola Amélio de Carvalho Baís (Campo Grande) e Alício Araújo de Dourados.

Em redação, as escolas públicas com as três melhores notas foram Amélio de Carvalho Baís, Dom Aquino Correa e Severino de Queiroz.Já a escola estadual com a pior média é a 2 de Setembro, em Ladário. 

Na divulgação dos resultados, o Inep alerta que a participação dos estudantes no exame é voluntária. Por esta razão, a representatividade dos resultados varia de acordo com o percentual de participação de estudantes em cada escola. No resultado é disponibilizado as médias e os percentuais de alunos em cada um dos quatro níveis de proficiência dos estudantes para cada uma das áreas do conhecimento consideradas no exame: proficiência em ciências da natureza e suas tecnologias; proficiência em ciências humanas e suas tecnologias; proficiência em linguagens, códigos e suas tecnologias; proficiência em matemática e suas tecnologias; proficiência em redação. (Com informações da Folha de São Paulo)

Jornal Midiamax