Diretor do Pânico é advertido após humilhar funcionários em gravação

 O diretor do Pânico pode até ser processado
| 22/07/2015
- 04:18
Diretor do Pânico é advertido após humilhar funcionários em gravação

 O diretor do Pânico pode até ser processado

O diretor do Pânico na Band, Alan Rapp, foi advertido por humilhar funcionários em uma gravação do quadro de Tiririca. Ele foi chamado para uma reunião na última sexta-feira (17) com Diego Guebel, diretor-geral de Conteúdo da emissora, e demonstrou arrependimento. Rapp prometeu que não voltará a ofender profissionais e que pedirá desculpas à produção e à equipe técnica.

Rapp foi denunciado ao Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão do Estado de São Paulo por proferir palavrões e chamar funcionários de incompetentes. O sindicato tem uma reunião com Rapp agendada para a próxima sexta-feira (24). O diretor do Pânico pode até ser processado caso algum funcionário decida denunciá-lo ao Ministério Público.

As ofensas ocorreram durante a gravação do quadro Pior Não Fica, do humorista e deputado federal Tiririca, no último dia 9. Ele teria xingado os colaboradores de incompetentes diversas vezes e com palavrões do nível “pau no c*”. Como essa não foi a primeira vez que ele apresentou um comportamento explosivo e ultrapassou limites, os profissionais ameaçaram cruzar os braços se isso se repetir. 

Seguno Sérgio Ipoldo, diretor-coordenador do sindicato dos radialistas, a entidade vai cobrar da Band um ajustamento de conduta e providências imediatas para que ofensas não ocorram novamente. Alan Rapp prometeu ir ao sindicato na próxima sexta-feira. Uma das propostas que será feita a ele será a de um pedido formal de retratação.

A Band não se manifesta sobre o assunto. Desde sexta-feira (17), o Notícias da TV vem tentando falar com Rapp, sem sucesso.

Veja também

Preconceito pode dificultar diagnóstico e tratamento

Últimas notícias