Le Blog Maria Antonia

Mabppe: Ganhou uma Copa e derrubou um youtuber.

Com o feminismo cenas assim serão mais comuns. O grupo feminista russo Pussy Riot assumiu responsabilidade pela invasão de campo durante a final da Copa do Mundo, entre Croácia e França. No início do segundo tempo, quatro pessoas vestidas como policiais saltaram no gramado pelo lado do gol francês e correram pelo menos metade do […]

Maria Antonia Naegele Publicado em 18/07/2018, às 11h10

Foto : Divulgação
Foto : Divulgação - Foto : Divulgação

Com o feminismo cenas assim serão mais comuns. O grupo feminista russo Pussy Riot assumiu responsabilidade pela invasão de campo durante a final da Copa do Mundo, entre Croácia e França. No início do segundo tempo, quatro pessoas vestidas como policiais saltaram no gramado pelo lado do gol francês e correram pelo menos metade do campo antes de serem retiradas pela equipe de segurança.Em seu comunicado, o Pussy Riot pede a “liberdade de todos os presos políticos” e cita nominalmente o cineasta ucraniano Oleg Sentsov, em greve de fome há mais de 60 dias numa prisão russa. O Pussy Riot também demanda o “fim das prisões aleatórias em protestos”, da “fabricação de provas” contra opositores do governo e “permissão para oposição política” na Rússia.

Pussy Riot ganhou notoriedade mundial no início desta década por organizar manifestações e performances críticas a Putin.

Mabppe: Ganhou uma Copa e derrubou um youtuber.
Foto : Divulgação
Mabppe: Ganhou uma Copa e derrubou um youtuber.
Foto : Divulgação
Jornal Midiamax