Variedades / Saúde

Instituto Butantan e governo dos EUA fecham acordo para desenvolver vacina contra zika

Previsão é que em 2017 haja testes em seres humanos

Norberto Liberator Publicado em 27/06/2016, às 14h16

None
instituto-butanta.jpg

Previsão é que em 2017 haja testes em seres humanos

O Instituto Butantan, ligado à Secretaria de Saúde paulista, o governo dos Estados Unidos e a OMS (Organização Mundial da Saúde) fecharam uma parceria, na última sexta-feira (24), para criação de uma vacina contra o zika vírus, de acordo com o jornal O Globo.

 A Barda (Autoridade de Desenvolvimento e Pesquisa Biomédica Avançada, na sigla em inglês), ligada ao HHS (Departamento de Saúde e Serviços Humanos), que corresponde ao Ministério da Saúde dos EUA, deve passar ao instituto cerca de US$ 3 milhões, para desenvolvimento de uma vacina que vise combater o vírus.

A OMS também deve destinar uma verba ao Butantan, provinda de doações de diversos países e organizações privadas. O acordo também contará com a cooperação entre os pesquisadores da entidade brasileira e do órgão de saúde norte-americano. A previsão é que em 2017 os testes já possam ser realizados em seres humanos.

Jornal Midiamax