Variedades / Saúde

Reinaldo inaugura ala de reabilitação para pacientes do SUS no São Julião

Ala tem equipe multidisciplinar para reabilitação

Evelin Cáceres Publicado em 04/11/2015, às 13h35

None
img-20151104-wa0077.jpg

Ala tem equipe multidisciplinar para reabilitação

Com 22 leitos, o Hospital São Julião, em Campo Grande, inaugurou nesta quarta-feira (4) uma ala exclusiva para reabilitação, o Centro de Cuidados Integrados, com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

A obra, em torno de R$ 5 milhões, foi custeada pelo hospital (e com doações de R$ 1,1 milhão), mas a ala será mantida com a ajuda do município, Estado e governo federal. Da União, ainda não há confirmação de repasse de recursos e, enquanto isso, o hospital vai abrigar apenas os leitos que puder custear.

Reinaldo Azambuja disse que a contrapartida estadual ficou em R$ 800 mil, sendo R$ 412 mil para asfalto e drenagem de acesso à ala e outros R$ 35 mil mensais para manter os leitos. Com isso, o centro servirá de apoio para o Hospital Regional, Santa Casa e Hospital Universitário, atendendo exclusivamente pacientes do SUS.

“O Centro funcionará como retaguarda aos hospitais, com atendimento de psicólogos, assistentes sociais, médicos, enfermeiros, fisioterapia, terapia ocupacional e farmacêutico”.

Diretor administrativo do Hospital, Amilton Fernandes Alvarenga  explicou que o hospital já contava com 12 leitos semelhantes. “Mas o atendimento não era integrado, as vezes precisava tirar o paciente de um lugar e levar para o outro, suspendia o atendimento por conta da chuva. Agora tudo vai acontecer no mesmo lugar”.

A ex-secretária de Saúde de André Puccinelli, Beatriz Dobashi, exonerada após vazamento de escutas da Operação Sangue Frio, da Polícia Federal, também estava na inauguração. Dobashi é colaboradora do hospital e disse que o centro existe apenas em Franca e Rebolsas. 

Jornal Midiamax