Sem Categoria

Paraguai diz acreditar que não haverá “retrocesso” no Mercosul com Bolsonaro

Efe O ministro de Relações Exteriores do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, garantiu nesta quinta-feira que o Mercosul “vai continuar seu caminho de fortalecimento” e não acredita que haverá um “retrocesso” no seu processo de integração, mesmo depois que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, indicou que o bloco é “supervalorizado”. Castiglioni disse, após participar em Assunção […]

Diego Alves Publicado em 01/11/2018, às 20h05

None

Efe

O ministro de Relações Exteriores do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, garantiu nesta quinta-feira que o Mercosul “vai continuar seu caminho de fortalecimento” e não acredita que haverá um “retrocesso” no seu processo de integração, mesmo depois que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, indicou que o bloco é “supervalorizado”.

Castiglioni disse, após participar em Assunção na reunião anual do Executivo paraguaio com o corpo diplomático credenciado no país, que está convencido de que “os processos de integração iniciados” na região já estão “consolidados

Essa foi sua resposta aos jornalistas quando lhe perguntaram sobre as declarações de Bolsonaro em entrevista à “Record” um dia depois de sua vitória nas urnas, nas quais opinava que o Mercosul é “supervalorizado” e antecipou sua intenção de redimensioná-lo.

No entanto, o chanceler paraguaio se mostrou prudente e disse que essas declarações não eram oficiais, razão pela qual esperará o que Bolsonaro afirmar oficialmente quando assumir o cargo em janeiro.

Jornal Midiamax