Política / Transparência

Gasto com pagamento de servidores chega a R$ 2 bilhões em 12 meses e compromete 51,88% da receita

Balanço está no Diário Oficial de Campo Grande desta segunda-feira

Mayara Bueno Publicado em 24/05/2021, às 12h44

Prefeitura de Campo Grande
Prefeitura de Campo Grande - (Foto: Arquivo Midiamax)

A Prefeitura de Campo Grande destina 51,88% da receita com servidores municipais em 12 meses. O percentual está no balanço orçamentário de maio de 2020 a abril de 2021, divulgado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta segunda-feira (24).

Segundo a tabela, o índice representa R$ 2.023.582.166,08 e coloca o município acima do limite prudencial da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) de 2021. O limite máximo é 54% e, quando isso acontece, a Constituição Federal determina que sejam adotadas providências, como redução de pelo menos 20% das despesas com cargos comissionados e exoneração de servidores não estáveis.

Os percentuais são calculados em relação à receita que, no caso deste ano, é de R$ 3.926.679.594,31. Ainda de acordo com os dados, o mês com o maior volume de gastos é dezembro de 2020, provavelmente pelos pagamentos dos salários regulares e do 13º. Foram desembolsados R$ 2.014.016.266,90 naquela ocasião.

Jornal Midiamax