Política / Transparência

Após 7 impugnações, TCE contratará terceirizados por R$ 8,5 milhões 

Após pedidos de impugnação protocolados por sete empresas, o TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) dará sequência na licitação de R$ 8,5 milhões para contratação de serviços terceirizados de limpeza. Aviso de continuidade do pregão n.º 12/2020 foi publicado na edição desta terça-feira (26) do Diário Oficial do órgão. De […]

Danúbia Burema Publicado em 26/01/2021, às 09h34 - Atualizado às 09h39

Sede do TCE-MS, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)
Sede do TCE-MS, em Campo Grande. (Foto: Divulgação) - Sede do TCE-MS, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Após pedidos de impugnação protocolados por sete empresas, o TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) dará sequência na licitação de R$ 8,5 milhões para contratação de serviços terceirizados de limpeza. Aviso de continuidade do pregão n.º 12/2020 foi publicado na edição desta terça-feira (26) do Diário Oficial do órgão.

De acordo com a publicação, a sessão pública de continuidade será na quinta-feira (28), às 9h, na sala de reunião da Escoex (Escola Superior de Controle Externo), na sede da Corte de Contas. O pregão foi aberto para registro de preços para a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços continuados de limpeza, conservação, apoio administrativo e atividades auxiliares, com dedicação exclusiva de mão de obra exclusiva.

Conforme edital disponível no Portal da Transparência, o valor estimado para a contratação é de R$ 8,5 milhões. Pelo menos sete empresas impugnaram critérios exigidos no edital, dentre eles a exigência de atestados de qualificação técnica. Em um deles, o TCE julgou parcialmente procedente pedido para considerar como comprovação a prestação por postos de trabalho. Outros pontos que restringiriam a competitividade também chegaram a ser questionados e alguns aceitos, alterando os critérios da contratação.

Passada a fase das impugnações, empresas apresentaram propostas e algumas acabaram desclassificadas. Após recursos e diversas decisões sobre quem permanece no certame, o pregão entra na fase de escolha da terceirizada.

Jornal Midiamax