Política / Transparência

Prefeitura abre licitação de R$ 30,4 milhões para revitalizar Rua Rui Barbosa

Licitação aberta pela Prefeitura de Campo Grande, nesta sexta-feira (18), vai contratar empresa para reforma da Rua Rui Barbosa. Passam no local 53 linhas de ônibus e a via é um dos principais eixos viários da cidade. Segundo o município, a obra faz parte do Reviva Mais Campo Grande, financiado pelo BID (Banco Interamericano de […]

Mayara Bueno Publicado em 18/12/2020, às 08h38 - Atualizado às 15h42

Ponto de ônibus na rua Rui Barbosa. (Foto: Arquivo/Midiamax/Ilus)
Ponto de ônibus na rua Rui Barbosa. (Foto: Arquivo/Midiamax/Ilus) - Ponto de ônibus na rua Rui Barbosa. (Foto: Arquivo/Midiamax/Ilus)

Licitação aberta pela Prefeitura de Campo Grande, nesta sexta-feira (18), vai contratar empresa para reforma da Rua Rui Barbosa. Passam no local 53 linhas de ônibus e a via é um dos principais eixos viários da cidade.

Segundo o município, a obra faz parte do Reviva Mais Campo Grande, financiado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), que já reformou a Rua 14 de Julho e prevê, ainda, intervenções nas ruas transversais.

O investimento previsto, na Rui Barbosa, é de R$ 30,4 milhões em obras em toda a extensão, incluindo 7,1 quilômetros de recapeamento, desde as proximidades do viaduto da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), na Rua Trindade, até o trecho final, na Rua Rachid Neder.

Ainda de acordo com a Prefeitura de Campo Grande, está previsto um corredor do transporte coletivo no trecho entre a Rua Chile e a Avenida Mato Grosso, com cinco estações de embarque e desembarque.

No centro, a partir do cruzamento com a Avenida Afonso Pena, será colocado mobiliário urbano semelhante ao da 14 de Julho, câmeras de monitoramento e padronização das calçadas para acessibilidade e wi-fi.

Estações

As estações estão projetadas para serem construídas na Rui Barbosa entre as Ruas Aluízio de Azevedo e Dr. Aníbal de Toledo; entre as Ruas Bariri e Professor Severino Ramos de Queiroz; entre as Ruas Calarge e Tônico Saad; entre a Avenida Afonso Pena e a Rua Barão do Rio Branco e a quinta estação na quadra entre as Ruas Dom Aquino e Cândido Mariano.

Com o corredor, segundo a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), o tempo da viagem de ônibus, do Terminal Morenão até a Avenida Mato Grosso será reduzido em 20%, porque a velocidade média dos ônibus vai aumentar de 16 para 25 quilômetros por hora já que, com o corredor exclusivo, os coletivos não vão disputar espaço com os demais veículos.

O projeto prevê semáforos com os tempos ajustados para a passagem dos ônibus. Diariamente os ônibus fazem 379 viagens pela Rui Barbosa.

A Prefeitura de Campo Grande vai receber propostas em 27 de janeiro de 2021.

Com informações da Prefeitura de Campo Grande

Jornal Midiamax