Política / Transparência

Leitores estranham filhas de prefeitos em MS flagradas na lista para receber auxílio emergencial

Políticos esclareceram que filhas atendem aos requisitos exigidos pelo Governo Federal e que elas têm vida independente

Gabriel Maymone Publicado em 26/06/2020, às 08h00 - Atualizado em 14/07/2020, às 16h18

Reprodução, Internet
Reprodução, Internet - Reprodução, Internet

Com a divulgação da lista do auxílio emergencial, surgiram nomes de parentes de políticos. Entre eles, filhas de dois prefeitos do interior de Mato Grosso do Sul.

Natalia Arantes Ribeiro é filha de Francisco de Paula Ribeiro Júnior, pecuarista e prefeito de Rochedo e consta na lista como beneficiária de R$ 1,2 mil – valor pago a mães, solteiras e que sejam chefes de família. Ao Jornal Midiamax, Juninho disse que orientou a filha a devolver o dinheiro. “Ela é maior de idade e tem o direito, é mãe solteira, mas eu pedi para ela devolver. Falei para ela que, se precisar, eu ajudo”, contou.

Em Inocência, Nayara Campos de Melo, filha do prefeito José Arnaldo Ferreira de Melo, que também é pecuarista, está na lista dos que receberam R$ 1,2 mil. Conforme Zé Arnaldo declarou, ela é independente financeiramente. “Ela é mãe solteira, autônoma e atende aos requisitos”, declarou.

Vale lembrar que as informações são todas oficiais, disponibilizadas pelo Portal da Transparência do Governo Federal, mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU). Então, o Ministério da Cidadania é responsável pela gestão e base de dados do programa assistencial criado por causa da pandemia do novo coronavírus, que causa Covid-19.

Midiamax incentiva o Controle Social

O Jornal Midiamax incentiva em Mato Grosso do Sul o ‘controle social’, que é a participação ativa da população no combate à corrupção com denúncias sobre suspeitas e fraudes no pagamento do Auxílio Emergencial.

Assim, no Portal da Transparência, você pode comunicar oficialmente ao Ministério da Cidadania com a ferramenta Fala.BR. Ou pode ainda indicar se alguém recebe um benefício indevidamente pelo link “Fique de Olho!”.

Achou suspeito? Avise os jornalistas do Midiamax:

No entanto, se quiser informar ao Midiamax sua suspeita, tenha certeza de que nossos jornalistas vão levantar os dados e levar às autoridades responsáveis com o máximo de responsabilidade e garantindo seu sigilo, que é protegido por lei. Nosso WhatsApp para denúncias é o 67 99207-4330.

Jornal Midiamax