Política / Transparência

Diretor-adjunto assume Detran-MS após Rudel Trindade testar positivo para coronavírus

O diretor-adjunto do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), Valter José Bortoletto vai assumir a diretoria da presidência, após Rudel Trindade testar positivo para o novo coronavírus.  A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (15). A princípio, Valter assumiu o cargo entre os dias 13 a 17 deste mês, “em virtude do […]

Renata Volpe Publicado em 15/07/2020, às 09h17 - Atualizado às 09h52

Rudel Trindade testou positivo para coronavírus e ficará em isolamento domiciliar. (Guilherme Cavalcante, Midiamax)
Rudel Trindade testou positivo para coronavírus e ficará em isolamento domiciliar. (Guilherme Cavalcante, Midiamax) - Rudel Trindade testou positivo para coronavírus e ficará em isolamento domiciliar. (Guilherme Cavalcante, Midiamax)

O diretor-adjunto do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito), Valter José Bortoletto vai assumir a diretoria da presidência, após Rudel Trindade testar positivo para o novo coronavírus

A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (15). A princípio, Valter assumiu o cargo entre os dias 13 a 17 deste mês, “em virtude do impedimento do titular Rudel Espíndola Trindade Júnior”. A publicação tem data de 9 de julho e é assinada por Rudel. 

O diretor-presidente foi diagnosticado com coronavírus na última terça-feira (14). Ele explica que está sem sintomas, mas que o diagnóstico foi confirmado por meio de um teste RT-PCR, considerado o mais confiável. O teste foi realizado na quinta-feira passada (9), mas um evento foi realizado em um auditório do Detran na última sexta-feira (10), ou seja, o diretor já estaria infectado.

Rudel Trindade informou ao Jornal Midiamax que faz exames periodicamente, por ter contato com várias pessoas em sua rotina. Ele já havia realizado dois exames, sendo que o último foi feito na quinta-feira (9) e o resultado saiu somente nesta terça-feira (14).

Ele não apresenta nenhum sintoma e ficará em isolamento domiciliar, afastado das atividades por 14 dias. Segundo o Detran-MS, todos os servidores que tiveram contato com o presidente na última semana estão orientados a, se apresentarem algum sintoma, cumprir isolamento domiciliar.

Jornal Midiamax