Política / Transparência

Prefeito exonera parente de secretário que foi alvo de investigação por nepotismo

Em uma edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), publicada ontem, segunda-feira (4), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) assinou a exoneração de um servidor comissionado alvo de investigação do MP-MS (Ministério Público Estadual). De acordo com a publicação, o prefeito exonerou João Luiz Auler Krabbe, do ‘cargo em comissão de Superintendente de Fomento […]

Ludyney Moura Publicado em 05/02/2019, às 08h51 - Atualizado em 06/02/2019, às 09h11

None
Lacerda e Krabbe foram chamado ao MP para prestar esclarecimentos (Foto: Reprodução/Arquivo)

Em uma edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), publicada ontem, segunda-feira (4), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) assinou a exoneração de um servidor comissionado alvo de investigação do MP-MS (Ministério Público Estadual).

De acordo com a publicação, o prefeito exonerou João Luiz Auler Krabbe, do ‘cargo em comissão de Superintendente de Fomento ao Agronegócio, símbolo DCA-3, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia (Sedesc)’, a contar de 4 de fevereiro de 2019.

Uma denúncia levou a 29ª Promotoria da Capital a instaurar procedimento para apurar ‘eventual ofensa aos princípios da Administração Pública, mormente princípio da impessoalidade e moralidade’.

Krabbe, de acordo com a denúncia, era cunhado do secretário municipal de governo, Antônio Lacerda (PSD), o que, apurou a investigação, poderia configurar a pratica de nepotismo.

O Jornal Midiamax noticiou o caso em maio de 2018, e, à época, o secretário de governo declarou que iria encaminhar a nomeação de seu cunhado à assessoria jurídica do município, e, caso comprovado o nepotismo, exoneraria Krabbe, o que só aconteceu nesta terça-feira (5).

Jornal Midiamax