Política / Transparência

Prefeitura renomeia Coringa após 30 dias de mandato como deputado federal

Após um mês de mandato como deputado federal, o ex-vereador Ademar Vieira Júnior, o Coringa (PSD), foi novamente nomeado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) para um cargo comissionado na Prefeitura de Campo Grande. De acordo com a publicação, feita em uma edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) de ontem, segunda-feira (4), Coringa […]

Ludyney Moura Publicado em 05/02/2019, às 10h01 - Atualizado às 11h43

(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook) - (Foto: Reprodução/Facebook)

Após um mês de mandato como deputado federal, o ex-vereador Ademar Vieira Júnior, o Coringa (PSD), foi novamente nomeado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) para um cargo comissionado na Prefeitura de Campo Grande.

De acordo com a publicação, feita em uma edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) de ontem, segunda-feira (4), Coringa irá ‘desempenhar o cargo de Subsecretário de Defesa dos Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Campo Grande, símbolo AGP-2’, com efeito retroativo, a contar de 1º de fevereiro de 2019.

A remuneração do cargo do ex-vereador, e agora ex-deputado federal, era de R$ 14,4 mil, mas em seus dois últimos meses no município, de acordo com Portal de Transparência da Capital, Coringa recebeu, bruto, da Prefeitura cerca de R$ 33 mil, praticamente a mesma remuneração de um congressista, R$ 33,7 mil.

Já o Portal de Transparência da Câmara dos Deputados mostrou que Coringa, em seus 30 dias de Congresso, gastou pouco mais de R$ 39 mil da cota parlamentar, sendo os maiores valores, R$ 16,1 mil com passagens e outros R$ 12 mil com ‘divulgação da atividade parlamentar’.

Jornal Midiamax