Política / Transparência

Confira quais são os gabinetes a serem inspecionados pelo CNJ no TJMS

Em inspeção pelo Corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) ao TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o ministro Humberto Martins divulgou que cinco gabinetes de desembargadores serão avaliados a partir desta segunda-feira (21). A escolha foi realizada de forma aleatória. Serão inspecionados os gabinetes dos desembargadores Marcos José de Brito Rodrigues, […]

Evelin Cáceres Publicado em 21/10/2019, às 13h33

Sessão de abertura da Inspeção no TJMS nesta segunda (Marcos Ermínio, Midiamax)
Sessão de abertura da Inspeção no TJMS nesta segunda (Marcos Ermínio, Midiamax) - Sessão de abertura da Inspeção no TJMS nesta segunda (Marcos Ermínio, Midiamax)

Em inspeção pelo Corregedoria do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) ao TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), o ministro Humberto Martins divulgou que cinco gabinetes de desembargadores serão avaliados a partir desta segunda-feira (21). A escolha foi realizada de forma aleatória.

Serão inspecionados os gabinetes dos desembargadores Marcos José de Brito Rodrigues, Geraldo de Almeida Santiago, Amaury da Silva Kuklinski, Jairo Roberto de Quadros e Emerson Cafure. Além deles, serão inspecionados por equipes próprias a presidência, os precatórios e as medidas extrajudiciais.

Ao todo, são 32 gabinetes de desembargadores e três de juízes substitutos. “Nosso intuito não é punir e nem comparar com outros Tribunais, mas dar excelência ai serviço. “Vamos ser rigorosos. Nosso intuito é separar o joio do trigo e nós precisamos ser o trigo”, exemplificou.

Atendimento

Na programação da inspeção, o Corregedor do TJMS deve apresentar ao Ministro e à equipe do CNJ as novas instalações da Corregedoria do Tribunal, onde foram instalados o Numopede (Núcleo de Monitoramento do Perfil de Demandas), o Naccrim (Núcleo de Apoio de Combate ao Crime Organizado e de Improbidade Administrativa) e a Covep/GMF (Coordenadoria das Varas de Execução Penal/Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário).

O Corregedor entregará ainda um relatório das atividades desenvolvidas pela Corregedoria-Geral de Justiça de 30 de janeiro a 30 de setembro de 2019, além de um cronograma de metas a serem implementadas pelo órgão no decorrer do restante do biênio.

Jornal Midiamax