Política / Transparência

Sanesul é investigada por suposto despejo de esgoto no Córrego Bonito

Promotoria de Bonito instaurou inquérito após denúncia

Joaquim Padilha Publicado em 07/05/2018, às 11h18 - Atualizado às 11h22

None

A Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) está sendo investigada em um inquérito civil por suposta dispensa de esgoto no Córrego Bonito, no município de Bonito.

Nesta segunda-feira (7), o MP-MS (Ministério Público Estadual) instaurou um inquérito para investigar o caso. As investigações tiveram início após uma denúncia de um morador do bairro Vila América, em setembro.

De acordo com o morador, o cheiro no bairro era “horrível” e possível de sentir passando perto do local da dispensa de esgoto. Ele encaminhou denúncia à ouvidoria do MP-MS com fotos do córrego.

Após receber a denúncia, o promotor de Justiça Alexandre Estuqui Junior requereu que o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) fosse ao local fiscalizar a suposta dispensa irregular de esgoto.

Em março, os técnicos do Imasul visitaram a Vila América e na Estação de Tratamento de Esgoto de Bonito. Após realizarem diligências, os fiscais concluíram que “não foram observados lançamentos irregulares e/ou de efluentes ‘in natura’ nas áreas fiscalizadas”.

Os técnicos chegaram a checar o córrego Marambaia, Bonito e o Rio Bonito, e também não encontraram dispensa de esgoto. Segundo relatório encaminhado ao MP-MS, a água estava sem cor e sem odor de esgoto. O caso segue sendo investigado na 2ª Promotoria de Justiça de Bonito.

Empresa diz que esgoto é tratado

Questionada pelo Jornal Midiamax, a Sanesul informou que não foi notificada até o momento pelo MP-MS sobre o inquérito que investiga denúncia de suposto despejo de esgoto no Córrego Bonito.

“Em relação ao suposto despejo irregular de esgoto, a empresa nega qualquer tipo de lançamento irregular de esgoto naquele local. Todo esgoto é tratado e atende a legislação ambiental” afirmou a empresa via sua assessoria.

Jornal Midiamax