Política / Transparência

Prefeitura injeta R$ 6 milhões do Estado em convênio com Santa Casa

Recursos serão repassados em doze meses

Joaquim Padilha Publicado em 11/04/2017, às 14h52

None
santa_casa_campo_grande.jpg

Recursos serão repassados em doze meses

A Prefeitura de Campo Grande injetou R$ 6 milhões no convênio com a Santa Casa, oriundos de um repasse do governo do Estado, segundo uma publicação do Diogrande.

Por possuir gestão plena dos recursos da saúde na Capital, a Prefeitura ficará  responsável por transferir o dinheiro concedido pelo governo estadual ao Hospital, divididos em doze parcelas de R$ 500 mil.

O convênio em questão foi assinado em 2015 pela administração municipal com a ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), que gerencia a Santa Casa, por R$ 242 milhões a serem repassados anualmente.

Além dos R$ 6 milhões, mais R$ 50 mil foram injetados no convênio direto dos cofres da Prefeitura, para "auxílio do custeio da produção de procedimentos oriundos do poder judiciário".

Na última semana, a Prefeitura e a ABCG já haviam assinado convênio prevendo o incremento de pelo menos R$ 3 milhões aos investimentos no Hospital. Por mês, o município paga R$ 20 milhões à Santa Casa.

Tendo se recuperado de oito anos de intervenção judicial em 2013, o Hospital chegou a zerar suas dívidas em 2014. Atualmente, a instituição passa por dificuldades financeiras, acumulando uma dívida de R$ 156 milhões, segundo a Prefeitura.

Os aditivos ao convênio entre município e Hospital foram assinados em janeiro deste ano, mas só foram publicados no Diogrande desta terça-feira (11).

(com supervisão de Evelin Cáceres)

Jornal Midiamax