Política / Transparência

Prefeitura aumenta contratos com empresas da tapa-buracos em R$ 1,7 milhão

Contratos iniciais de obras foram assinados por R$ 19,5 milhões

Joaquim Padilha Publicado em 09/08/2017, às 13h36

None

Contratos iniciais de obras foram assinados por R$ 19,5 milhões

A Prefeitura de Campo Grande aditivou em R$ 1,7 milhão três contratos com empreiteiras responsáveis pela execução dos serviços de tapa-buracos na Capital. A informação foi divulgada no Diogrande desta quarta-feira (9).

Foram aditivados os contratos com as empresas da construção civil Pavitec, Engepar e Gradual. Ao todo, são sete empresas que prestam os serviços de tapa-buracos à Prefeitura por R$ 19,5 milhões.

A Engepar, responsável pelas ações de tapa-buracos na região do Prosa, teve seu contrato de R$ 2,9 milhões aditivado em mais R$ 742 mil, chegando a R$ 3,7 milhões o valor do contrato da Prefeitura com a empresa.

Já a Gradual, que atua na tapa-buracos na região do Lagoa em Campo Grande, recebeu mais R$ 493 mil em seu contrato inicial de R$ 1,9 milhão, o que resultou em um contrato final de R$ 2,4 milhões.Prefeitura aumenta contratos com empresas da tapa-buracos em R$ 1,7 milhão

A Pavitec, que assinou um contrato de R$ 2,3 milhões para executar as obras de tapa-buracos na região do Imbirussu, recebeu um aditivo de mais R$ 581 mil ao contrato, que chegou ao valor de R$ 2,9 milhões.

A princípio, os contratos assinados entre a Prefeitura e as sete empresas para os serviços de tapa-buracos tinham previsão de seis meses, vigentes até setembro. As contratações ainda não foram prolongadas. Esses são os primeiros aditivos aos contratos, assinados em março.     

Jornal Midiamax