Política / Transparência

Máquinas de Lama: JBS diz que está ‘à disposição’ das autoridades

Empresa pagava propina a grupo de Puccinelli, diz PF

Celso Bejarano Publicado em 11/05/2017, às 18h24

None

Empresa pagava propina a grupo de Puccinelli, diz PF

A empresa JBS, citada na operação Máquinas de Lama, desencadeada na manhã desta quinta-feira (11), que investiga a gestão do ex-governador André Puccinelli (PMDB), informou que mantém-se “à disposição das autoridades”.

Investigações da PF revelam que a empresa teria praticado supostas irregularidades no aluguel de maquinários para pavimentação de estradas para o governo estadual, na gestão de Puccinelli.Máquinas de Lama: JBS diz que está 'à disposição' das autoridades

Ainda segundo a PF, a empresa estaria implicada no esquema de pagamento de propina a servidores estaduais. A empresa em questão recebe incentivos fiscais do governo estadual. Na gestão de Puccinelli, em troca do favorecimento fiscal, a JBS destinava quantias em dinheiro para o esquema supostamente praticado pelo ex-governador.

“A JBS esclarece que as informações sobre a Companhia são públicas e que prestou todos os esclarecimentos e dados solicitados”, informou a empresa por meio de sua assessoria de imprensa.

Também a assessoria contestou uma informação divulgada pelos investigadores da operação, que disseram que a JBS seria dona da Eldorado Celulose, em Três Lagoas. “A JBS não é dona da Eldorado. As duas empresas pertencem ao Grupo J&F”, diz o comunicado da empresa.

Jornal Midiamax