Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Novo ciclo

Da Redação Publicado em 31/05/2021, às 06h30

None

Vacinado e em breve, empossado

O suplente Amarildo Cruz (PT) tomou no fim de semana a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Na terça-feira (1º), ele assume a cadeira de Cabo Almi na Assembleia Legislativa, que morreu vítima da doença.

Não teve tempo

Almi morreu na semana passada, após 17 dias de internação. Defensor da vacinação, ele já poderia ter tomado a primeira dose, tendo em vista que a prefeitura de Campo Grande liberou a imunização para pessoas com mais de 55 anos. O petista tinha 58 anos.

Rumo à Brasília

Filho do parlamentar, Flávio Moura anunciou que será candidato a deputado federal. A candidatura tinha o apoio do pai e Almi já vinha dando destaque ao filho mais velho em seus perfis nas redes sociais há vários meses.

Posse com tristeza

Será a segunda vez em pouco mais de seis meses que a Assembleia Legislativa dará posse a um novo deputado após perder um deles para a Covid-19. Em novembro passado, Mara Caseiro sucedeu Onevan de Matos, ambos do PSDB.

Livre estou

Desde sábado (29), os dois candidatos à prefeitura de Sidrolândia, Enelvo Felini (PSDB) e Vanda Camilo (PP), não podem ser presos até o pleito suplementar de 13 de junho. Pela legislação eleitoral, os postulantes só podem ser presos em flagrante delito.

Novo amigo

O secretário municipal de Finanças de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, não resistiu à fofura dos cães disponíveis para adoção na feira do CCZ (Centro de Controles de Zoonoses) e adotou um filhote no sábado (29). Ele acompanhava o prefeito Marquinhos Trad (PSD) em agenda.

Minha vez

O prefeito de Campo Grande não perdeu tempo e tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19 logo depois que sua faixa etária foi liberada. Marquinhos tem 56 anos.

Compromisso

Marquinhos disse em seu discurso de posse, em 1º de janeiro, que estaria na fila assim que pudesse tomar o imunizante. Na época, a vacinação ainda não tinha começado no Brasil.

Jornal Midiamax