Política / Bastidores

[ BASTIDORES ] Processo sobre cobrança retroativa da Cosip é arquivado

.

Aliny Mary Dias Publicado em 15/08/2017, às 08h00

None

.

Arquivado

Após tantas idas e vindas em relação ao pagamento retroativo da Cosip, a ação, que corria em segunda instância, finalmente foi arquivada. A situação ficou da seguinte maneira: a população não vai ter que arcar com os seis meses que deixaram de ser cobrados. Pelo menos por enquanto, já que a questão foi para o STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Notificação

PTB-MS entregou prestação de contas referente a 2016 faltando alguns documentos. O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) notificou a direção estadual da sigla, comandada pelo ex-prefeito Nelsinho Trad, para que sane o problema dentro de 20 dias.

Procura-se

Empreiteiro envolvidos em operações não foi encontrado por oficial de Justiça. Procurado nos endereços residencial e empresarial, foi informado que o empresário não está mais em ambos os lugares há mais de um ano. Portanto, não houve notificação de processo que pede bloqueio de bens.

Dificuldades

Em terra de cego, quem tem olho é rei. Mas em alguns casos, categoria se nega até mesmo a ter olhos, por medo de enfrentar quem manda no sistema, fazendo com que uma vitória seja sempre derrota em seu futuro profissional. Para que comprar a briga?

Mudanças

Sutil mudança em regras foi estrategicamente feita para não tirar da concorrência velhos coleguinhas conhecidos pela bajulação, mas que por impedimento legal, poderiam ficar barrados.

Caixa lotada

Marquinhos Trad (PSD) disse que está quase impossível responder as mensagens que recebe pelo aplicativo WhatsApp: “Só no fim de semana foram 1,3 mil mensagens. O que tenho conseguido responder, estou respondendo (sic)”.

Más escolhas

João Rocha (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, aumentou o tom ao defender o projeto da Escola Sem Partido. “Não estamos para defender bandeiras ou partidos. Se as coisas não estão bem, nós não estamos escolhendo bem”, avaliou o tucano.

Piadista

Durante seminário do polêmico projeto, Vinícius Siqueira (DEM) decidiu fazer graça quando só precisava avisar o fim do tempo destinado ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-RJ). “O senhor teve 20 minutos. Tem mais cinco e o Palmeiras não tem Mundial”, declarou.

Mais do mesmo

Lídio Lopes (PEN) não esconde indignação de ter a Lei Harfouche em tramitação por dois anos. A última ofensiva teve intervenção de Beto Pereira (PSDB) que não se conteve em alterar trechos do texto final. “Tudo que fez já coloquei. É chover no molhado”, reclamou Lídio.

Oposição

Em Campo Grande para ser um dos debatedores da audiência pública sobre o projeto ‘Escola Sem Partido’, o deputado federal Eduardo Bolsonaro disse que enfrenta oposição em todo o país, e que inclusive foi alvo de ovadas.

Jornal Midiamax