Política

'Lançar por aventura, não vamos', diz presidente do PSB em Campo Grande sobre candidato ao Senado

O foco é a Câmara Federal e participação na majoritária

Mayara Bueno Publicado em 12/01/2022, às 11h01 - Atualizado às 11h24

Vereadores João Rocha (PSDB) e Carlão (PSB), durante a primeira sessão do 2º semestre de 2021 na Câmara Municipal
Vereadores João Rocha (PSDB) e Carlão (PSB), durante a primeira sessão do 2º semestre de 2021 na Câmara Municipal - (Foto: Marcos Ermínio, Jornal Midiamax, Arquivo)

Com uma vaga para o Senado em 2022, o PSB de Mato Grosso do Sul não vai lançar candidato apenas por lançar, segundo o presidente do PSB em Campo Grande, vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, que também dirige a Câmara Municipal. O partido tem a meta de eleger pelo menos um deputado federal - hoje, não há nenhum na bancada federal. 

"Só para nos aventuramos, não vamos [lançar candidato ao Senado]. Mas na política, um dia é um ano, pode definir muitas coisas num dia, depende do momento. O mais importante é que estamos conversando com todos os partidos". Carlão cita que a intenção é participar da majoritária, seja como candidato a vice-governador ou candidato a governador. 

Atualmente, o Senado conta com as senadoras Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke, além do senador Nelsinho Trad (PSD) - os dois últimos foram eleitos em 2018 e, com mandato de duração de 8 anos, não precisam disputar reeleição neste ano. Já Simone conclui o oitavo ano em dezembro de 2022 e lançou nome para presidência da República.

Jornal Midiamax